Estadão afirma que Bolsonaro é “bem pior que uma decepção”

Publicado em 9 maio, 2019
Compartilhe agora!

O jornal O Estado de São Paulo publicou mais uma edital criticando o governo Bolsonaro (PSL). Desta vez, o mote foi a economia que vai de mal a pior, do ponto de vista do desempenho da indústria. O texto afirma que o presidente escolhido por mais de 57 milhões de eleitores foi incapaz de sustentar qualquer entusiasmo dos empresários.

Mas, segundo o jornal, o desastre foi além desse fiasco. Na maior parte das áreas pesquisadas, o volume produzido despencou em relação aos três meses finais de 2018 e também ao mesmo período do ano passado.

A produção industrial, 1,3% menor que a de fevereiro, diminuiu em 9 dos 15 locais cobertos pela pesquisa do IBGE. A queda geral de 6,1% em relação aos primeiros três meses de 2018 resultou da baixa em 12 dos locais pesquisados.

LEIA TAMBÉM: Estadão: ‘Procura-se um presidente’

O Estadão constata que o governo continua atuando de forma desorganizada e pouco eficiente em relação à reforma da Previdência, que uma das principais exigências do “mercado” e esperança da velha mídia. “Mesmo os otimistas são cautelosos quando se trata de prever como estará o projeto da reforma quando for finalmente aprovado” (se for).

O texto ainda cita o desemprego e a estagnação geral da economia. Mas não fala dos cortes nas universidades e escolas federais, da corrida armamentista, nem da guerra instalada entre os olavetes e os militares do governo.

Faltou espaço ou acharam melhor nem comentar?

Compartilhe agora!