Demarcações de terras indígenas voltam para Funai

Publicado em 9 maio, 2019
Compartilhe agora!

A derrota do governo foi além do Coaf, que vai para ministério da Economia. A mesma Comissão do Congresso que analisa a medida provisória da reforma administrativa desfez mais duas medidas polêmicas de Bolsonaro. Os índios e os defensores da sua soberania tiveram duas importantes vitórias.

A Fundação Nacional do Índio (Funai), que o presidente Bolsonaro mandou para o Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, volta para a Justiça. E a demarcação de terras indígenas sai da Agricultura, voltando para a Funai.

LEIA TAMBÉM: SÉRGIO MORO PERDE O COAF

As mudanças, incluindo a transferência do Coaf para a “jurisdição” do ministro Paulo Guedes precisam ainda passar pelo crivo do plenário da Câmara e do Senado. Entretanto, os partidos políticos já fecharam acordo e parece que não tem mais volta.

Compartilhe agora!