Por Esmael Morais

De rapel, professores penduram faixas em defesa da Educação em Porto Alegre

Publicado em 30/05/2019

Com desenhos dos rostos de Paulo Freire, Darcy Ribeiro, Marielle e de outras personalidades e ativistas, três faixas gigantes foram penduradas na fachada do  Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS) no centro de Porto Alegre. A iniciativa faz parte dos atos em defesa da educação, que aconteceram em 12 cidades gaúchas nesta quinta-feira (30).

Segundo o professor do campus Porto Alegre, onde as faixas foram instaladas, e vice-presidente do Sindicato Intermunicipal dos Professores das Instituições Federais de Ensino Superior do Rio Grande do Sul (ADUFRGS Sindical), Lúcio Vieira, a iniciativa foi dos alunos. Os estudantes da instituição que confeccionaram e arrecadaram dinheiro para os materiais dos painéis. Então, pediram ajuda para dois professores que estão acostumados a fazer rapel para a instalação das faixas, que cobriram cerca de seis andares do edifício.

“Foram colocadas para ficar ali e marcar a posição da comunidade do campus. A ação mostra uma sensibilidade dos alunos frente à causa que está em discussão em relação aos cortes, que, no nosso caso, chegam a 40%. É um repúdio contra isso e uma tentativa de fazer reversão desse quadro”, explica Vieira.

*As informações e imagem são da Zero Hora