Por Esmael Morais

Comissão do Senado aprova projeto de Dilma que cria nova universidade

Publicado em 21/05/2019

A Comissão de Educação (CE) do Senado aprovou por unanimidade, nesta terça-feira (21), o projeto de lei 2479/2019, de autoria da ex-presidenta Dilma Rousseff (PT), que cria a Universidade Federal do Norte do Tocantins (UFNT). A nova universidade será criada a partir do desmembramento da Universidade Federal do Tocantins (UFT) e terá sede em Araguaína.

O senador Jean Paul Prates (PT-RN) parabenizou a iniciativa da comissão em aprovar o projeto no momento em que o atual governo caminha no sentido oposto realizando cortes e sufocando o orçamento do setor educacional.

“Criação de universidades é sempre motivo de comemoração, de festa e jubilo. É uma alegria darmos mais um passo no sentido de criarmos mais uma universidade num tempo, inclusive, em que estamos discutindo tantos cortes e que as pessoas estão indo às ruas lutando por melhorias na educação, pela sua expansão e pela sua interiorização pelo País”, destacou.

LEIA TAMBÉM:
Centrais sindicais irão participar de protesto convocado pela UNE

Já a senadora Kátia Abreu (PDT-TO) destacou o papel fundamental da ex-presidenta Dilma Rousseff na elaboração do projeto.

“A criação dessa universidade não tinha nenhum componente eleitoral. Tinha apenas o componente técnico. Essa universidade, com sua independência, além de poder olhar para o Tocantins, também poderá receber jovens de muitos estados vizinhos”, disse a senadora.

De acordo com a proposta, a UFNT também ficará com os campi de Tocantinópolis, Xambioá e Guaraí.

O projeto segue para análise da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado.

As informações são do PT