Por Esmael Morais

Ciro presidente e Haddad vice em 2022. É possível essa fórmula?

Publicado em 18/05/2019

O anúncio de Cristina Kirchner como candidata a vice, na Argentina, animou correligionários e aliados de Ciro Gomes (PDT) no Brasil. Os ciristas acreditam ser possível repetir nestas plagas a fórmula na eleição de 2022 tendo o ex-presidente Lula ou Fernando Haddad (PT) se apresentando como vice.

“A lição da Argentina: um líder político coloca o País acima de suas ambições pessoais e partidárias. Ela lidera as pesquisas”, comemorou o jornalista Ricardo Cappelli, colunista no Blog do Esmael, que defendeu na eleição passada a fórmula Lula-Ciro ou Ciro-Lula.

Cristina será vice na chapa liderada por Alberto Fernandez, ex-chefe de gabinete de Nestór Kirchner, morto em 2010.

LEIA TAMBÉM
Cristina Kirchner anuncia que será candidata a vice

“Os líderes devem deixar de lado as ambições pessoais e as vaidades, e estou disposta a contribuir a partir do lugar que pode ser mais útil”, afirmou a ex-presidenta argentina e atual senadora da República ao anunciar que será candidata à Vice-Presidência da República.

“Amplitude, amplitude e amplitude. Parabéns, Cristina Kirchner!”, elogiou Cappeli, que na próxima eleição jura que irá de Flávio Dino (PCdoB).

Apesar da torcida cirista, nem Ciro nem Gleisi Hoffmann –a presidenta nacional do PT– se manifestaram oficialmente sobre a decisão de Cristina.

Será possível a fórmula do tango no Brasil? A conferir.