Bolsonaro intervém na Petrobras e reduz preço de combustíveis

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) mandou pontualmente às favas o liberalismo econômico e anunciou a redução nos preços dos combustíveis da Petrobras nesta sexta-feira (31).

Pelo Twitter, Bolsonaro determinou que a estatal reduzisse em 6% o preço do diesel e 7,2% no preço da gasolina.

A determinação do presidente da República começa a valer a partir deste sábado, dia 1º de junho.

LEIA TAMBÉM
Moro lidera pesquisa para o STF, mas Bolsonaro prefere evangélico

De acordo com a Petrobras, o valor médio do litro do diesel será vendido a R$ 2,1664. A gasolina será reduzida para R$ 1,8144 o litro.

Desde 2017, a petrolífera vinha adotando a cotação internacional do petróleo e a variação do dólar para estipular o preço dos combustíveis nas refinarias.

No último dia 11 de abril, a Petrobras havia anunciado um reajuste de 5,7% do no preço do óleo diesel nas refinarias, mas o aumento foi suspenso por determinação de Bolsonaro. No entanto, mas poucos dias depois o presidente foi desautorizado pelo ministro da Economia Paulo Guedes e o preço do diesel voltou a subir.

A pergunta é: até quando e até quanto os preços dos combustíveis serão baixados ou seria mais uma jogada de marketing do presidente?