Por Esmael Morais

Bolsonaro diz que investigação sobre seu filho buscam atingi-lo

Publicado em 16/05/2019

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) afirmou nesta quinta-feira (16) que as investigações que avançam sobre um dos seus filhos, o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), têm por objetivo atingi-lo.

“Agora, estão fazendo esculacho em cima do meu filho. Querem me atingir? Venham para cima de mim! Querem quebrar meu sigilo, eu sei que tem que ter um fato, mas eu abro o meu sigilo. Não vão me pegar”, afirmou o presidente em Dallas, no Texas.

LEIA TAMBÉM:
Lava jato terá de explicar acordo de leniência com pedágio no Paraná

O presidente também sugeriu que há uma ilegalidade na atuação do Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) e comparou o alcance da investigação ao da Operação Lava-Jato.

“Quebraram o sigilo bancário dele desde o ano passado e agora, para dar um verniz de legalidade, quebraram oficialmente. E de mais 93 pessoas, se não me engano. Nossa Senhora, tem uma Lava-Jato aí. Vai fundo, vai fundo. Isso aí é ilegalidade. Eu não sou advogado, (mas parece) nulidade de processo”, disse.

A quebra dos sigilos bancário e fiscal de Flávio Bolsonaro foi autorizada pela Justiça. Relatório MP-RJ aponta que o senador comprou e vendeu imóveis para lavar dinheiro. O MP também aponta que houve um esquema criminoso organizado no gabinete de Flávio Bolsonaro quando ele era deputado estadual no Rio.

Com informações do Estadão