Por Esmael Morais

Bolsonaro corta bolsas de mestrado e doutorado

Publicado em 08/05/2019

ministro MEC AbrahamO governo federal cortou nesta quarta-feira (8) as bolsas de mestrado e doutorado oferecidos pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). O total de bolsas, as áreas e o valor congelado não foram divulgados.

A decisão impede que novos candidatos recebam bolsas que tinham verba já liberadas e previstas para 2019. Segundo a Capes, o bloqueio não atinge estudantes cujos cursos já estão em andamento. O valor mensal por estudante é de R$ 1,5 mil no mestrado e R$ 2,2 mil no doutorado.

LEIA TAMBÉM: Curitiba para esta noite contra cortes na educação

A medida surpreendeu coordenadores, professores e também alunos selecionados nos processos seletivos. Um comunicado do pró-reitor de Pós-Graduação da USP, Carlos Gilberto Carlotti Junior, fala da situação. “No dia de hoje, as bolsas que constavam como disponíveis para novas implementações foram zeradas nos sistemas”, diz a mensagem.

A Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG) buscou esclarecimento com a Capes mas não teve resposta. “O mais preocupante é que não tem perspectiva de reversão do bloqueio no segundo semestre. Todas as sinalizações são no sentido de um corte geral”, diz a presidente da associação, Flávia Calé da Silva.

“O ministro da Educação foi ao Senado e condicionou a volta dos investimentos à aprovação da reforma Reforma da Previdência, em uma espécie de chantagem”, critica.

Com informações do Correio 24 Horas.