Por Esmael Morais

Bolsa Família pode parar em setembro, ameaça Guedes

Publicado em 15/05/2019

O ministro da Economia de Bolsonaro, Paulo Guedes, disse que se o Congresso não aprovar o crédito suplementar de R$ 248 bilhões, o governo vai sofrer um apagão generalizado. Segundo ele, o pagamentos de subsídios param em junho, os benefícios assistenciais em agosto e, o Bolsa Família, em setembro.

“Tenho que apostar que o Congresso vai aprovar o crédito suplementar”, completou ele, durante audiência da Comissão Mista de Orçamento (CMO).

LEIA TAMBÉM: Bolsonaristas contra Bolsonaro na Câmara; assista

Guedes voltou ameaçar o pais falando na necessidade da “reforma” da Previdência. Segundo ele, somente com os cortes das aposentadorias o governo pode “salvar o País”.

Ele ainda afirmou que “manda muito pouco” e que não é ele quem decide onde são feitos cortes. “As pessoas acham que eu tenho muito mais poder do que eu tenho. O poder está em quem vai sancionar leis”, concluiu.

Com informações do Estado de Minas.