Assessor de Mourão é investigado no caso Flávio Bolsonaro/Queiroz

Publicado em 18 maio, 2019
Compartilhe agora!

O assessor direto do vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB), o advogado João Henrique Nascimento de Freitas, é um dos alvos das investigações do Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) que envolvem o senador Flávio Bolsonaro (PSL) e Fabrício Queiroz.

LEIA TAMBÉM:
Estadão denuncia ameaça de Bolsonaro

Freitas, que é o atual presidente da Comissão da Anistia, entrou na lista das 86 pessoas que tiveram os sigilos bancário e fiscal quebrados pela Justiça porque trabalhou durante sete anos (entre 2005 e 2012) como assessor de Flávio na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj).

Os promotores do MP-RJ apuram um esquema de desvio de dinheiro no gabinete Flávio quando ele era deputado estadual no Rio de Janeiro. A suspeita é que os funcionários do gabinete eram obrigados a devolver parte do salário ao parlamentar.

Freitas foi assessor jurídico e chefe de gabinete de Flávio na Alerj. Em janeiro, foi nomeado assessor especial do vice-presidente Mourão. Em março, foi nomeado pela ministra Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos) como presidente da Comissão de Anistia.

Com informações do Estadão

Compartilhe agora!