Por Esmael Morais

Veja essa: Ratinho decreta o fim da ideologia no País

Publicado em 13/04/2019

Governador Ratinho Junior (PSD)/Divulgação.

O governador do Paraná, Ratinho Junior (PSD), em entrevista ao UOL, decretou o fim da ideologia no País.

Ao repórter Vinicius Konchinski, o filho do apresentador Ratinho (SBT) disse que a polarização entre esquerda e direita é ultrapassada.

“Isso é coisa da década de 80”, afirmou o governador de 37 anos.

LEIA TAMBÉM
Guedes desvalorizou mais que Petrobras, diz Reinaldo Azevedo

Decretar o fim da ideologia e da política é como decretar o próprio fim da História. O último que fez isso, o sociólogo Francis Fukuyama, no início da década de 90, voltou atrás anos depois.

Mas Ratinho Junior insiste no erro ao garantir que “o mundo não discute mais isso” e que a moda agora é discutir “metodologia de gestão”. Então, tá.

O governador paranaense elogiou o ex-presidente Lula, preso político há 1 ano na Polícia Federal de Curitiba, dizendo que o petista teve “méritos”, mas também vê “ideias interessantes” no atual presidente Jair Bolsonaro (PSL).