RJ chuvas

Temporal causa mortes e caos no Rio; Witzel e Crivella ‘batem cabeça’

Publicado em 9 abril, 2019
Compartilhe agora!


Fortes chuvas e temporais, desde a tarde de segunda-feira (8), causaram três mortes e caos na cidade do Rio de Janeiro, com apagões em diversos bairros, alagamentos e colapso nos serviços públicos. O governador Wilson Witzel decretou ponto facultativo nesta terça-feira (9).

O governador Witzel e o prefeito Marcelo Crivella “batem cabeça” sobre as medidas para enfrentar o caos provocado pelas chuvas. Aulas e repartições públicas também suspenderam o funcionamento.

Pelo menos três pessoas morreram após a chuva que atinge a cidade do Rio de Janeiro. Duas delas foram vítimas de um deslizamento no Morro da Babilônia, no Leme, zona sul da cidade. A terceira morte, por afogamento, foi registrada na Avenida Marquês de São Vicente, na Gávea.

O município do Rio de Janeiro está em estado de crise desde as 20h55 de ontem. As áreas mais afetadas foram as zonas sul e oeste. O temporal alagou ruas, derrubou árvores, destruiu carros e inundou túneis por toda a cidade.

A chuva também provocou o desabamento de mais um trecho da Ciclovia Tim Maia, na Avenida Niemeyer. Desta vez, a parte que caiu fica próxima do bairro de São Conrado. O desabamento ocorreu por volta das 22h, quando a via já estava fechada. Foi o quarto incidente desse tipo desde a inauguração da ciclovia, em janeiro de 2016. Um deles foi causado por ondas, durante uma ressaca, e três por temporais.

Nas comunidades da zona sul do Rio foram acionadas as sirenes de alerta contra deslizamentos.

Compartilhe agora!