Por Esmael Morais

Recado de Lula: ‘Fui julgado por inimigos’

Publicado em 23/04/2019

Os advogados Luiz Carlos Rocha e Emídio de Souza, em Curitiba, transmitiram um recado do ex-presidente Lula acerca do julgamento no STJ: ‘Fui julgado por inimigos’.

Rocha explicou que os ministros do STJ são inimigos de classe. Segundo o defensor do ex-presidente, a luta de classe é real e ela se traduz com a prisão política do ex-ministro.

Para o advogado Luiz Carlos Rocha, a redução da pena para 8 anos e 10 meses é um avanço, porém, não resolve o problema da condenação sem provas e injusta.

LEIA TAMBÉM
Maioria no STJ reduz pena de Lula

O advogado Emídio de Souza, deputado estadual pelo PT de São Paulo, também esteve com Lula hoje à noite, após o julgamento na Quinta Turma do STJ.

“Deveria se pena zero porque não tem provas. Foi um julgamento político e o ex-presidente afirma que sairá [da carceragem da Polícia Federal de Curitiba] de cabeça erguida, apoiado pelo povo”, disse.

À militância presente na Vigília Lula Livre, em frente a PF, os defensores calcularam que o ex-presidente deixaria a prisão em setembro próximo — se prevalecer o resultado de hoje.

Resumo da ópera: Lula afirma que foi julgado por inimigos de classe e que só acredita no povo para tirá-lo do cárcere político.

Assista ao vídeo: