Por Esmael Morais

Ministro do Turismo entra na marca do pênalti após ameaça a deputada

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio (PSL-MG), poderá ser a terceira baixa no governo Jair Bolsonaro (PSL) em pouco mais de 100 dias. O ministro é acusado de ameaçar de

Publicado em 13/04/2019

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio (PSL-MG), poderá ser a terceira baixa no governo Jair Bolsonaro (PSL) em pouco mais de 100 dias.

O ministro é acusado de ameaçar de morte a deputada Alê Silva (PSL-MG) devido à denúncia que ela fez de candidaturas laranjas em Minas Gerais.

A parlamentar prestou depoimento espontâneo na Polícia Federal, em Brasília, quando requereu proteção policial.

LEIA TAMBÉM
Tiririca: ‘Bolsonaro vai ser um dos piores presidentes do país’

“Todo meu apoio à Deputada Federal Alê Silva. E agora, Presidente? O Ministro do Turismo fica? A Deputada Federal eleita também estaria mentindo? Exijo a demissão do Ministro! Não tem que esperar conclusão de inquérito nenhum!”, solidarizou-se a deputada estadual Janaina Paschoal (PSL-SP).

A gravíssima denúncia da parlamentar mineira contra o ministro dificulta sua permanência no governo Bolsonaro. Ele entrou de vez na marca do pênalti e talvez seja chutado já na semana que vem.

Em 100 dias de governo, o capitão “perdeu” dois combatentes: 1- Gustavo Bebianno (ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República) e Ricardo Vélez Rodríguez (ministro da Educação).