diogo moro carlos

Lava jato sofre baixa na véspera de manifestação pró-Lula

A lava jato sofreu mais uma importante baixa na véspera da manifestação pró-Lula. O procurador da República Diogo Castor de Mattos pediu para sair da força-tarefa que opera desde Curitiba.

Castor de Mattos não deixou claro o motivo da saída, mas ele é o terceiro nome de peso a deixar a equipe agora coordenada por Deltan Dallagnol.

O Ministério Público Federal divulgou nota agradecendo-o “pelos cinco anos em que se dedicou, com excepcional esforço, às investigações da Lava Jato”.

LEIA TAMBÉM
Caravana Lula Livre é recebida por multidão em Florianópolis

O segundo integrante a pular fora do barco foi o ex-juiz Sérgio Moro, que preferiu a companhia de Jair Bolsonaro (PSL).

Considerado o cérebro da força-tarefa da lava jato, Carlos Fernando dos Santos Lima foi primeiro a jogar a tolha. Segundo fontes na capital paranaense, o moço vai mexer com negócio de compliance a partir de agora.

Pelo andar da carruagem, Deltan terá de apagar sozinho a luz da bagaça.