Irmã de Bretas ganha cargo comissionado no governo do Rio de janeiro

Compartilhe agora!

O secretário da Casa Civil do governo do Rio de Janeiro, José Luís Cardoso Zamith, nomeou nesta quinta (18) Marcilene Cristina Bretas Santana, irmã do juiz federal Marcelo Bretas, da Lava Jato, para o cargo comissionado de assessora da Controladoria Geral do Estado (CGE).

LEIA TAMBÉM:
Gleisi: O PT não vai compactuar com a venda da Petrobras

Bretas é amigo do governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel (PSC) e esteve presente em sua posse na Assembleia Legislativa. De lá, seguiram juntos em avião da Força Aérea Brasileira para a posse do presidente Jair Bolsonaro (PSL), em Brasília, a convite do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM).

No carnaval, o juiz da Lava Jato também curtiu a grandeza das escolas ao lado de Witzel, na Sapucaí.

Em nota, a CGE afirmou que “a advogada e consultora jurídica Marcilene Cristina Bretas Santana foi nomeada após ter enviado seu currículo para participar de processo seletivo para a área de Assessoria Jurídica, que analisou cerca de 800 currículos”.

A controladoria afirmou ainda que “dentre os currículos recebidos, o de Marcilene destacou-se por possuir experiências concretas na área de Controle Interno, uma vez que já atuou como controladora-geral do município de Queimados, de 2003 até 2005, e também como consultora jurídica geral na pasta, de 2013 até 2016”. No período, o prefeito era Max Lemos (MDB), atualmente deputado estadual.

A nomeação de Marcilene Bretas foi publicada no Diário Oficial do Estado nesta quinta, mas é retroativa para o dia 5 de abril.

Com informações do Estadão

Compartilhe agora!