haddad ministro abrahamw weintraub ridiculo autoritario

Haddad sobre ministro da Educação de Bolsonaro: Ridículo e autoritário

O ex-prefeito de São Paulo e ex-ministro da Educação, Fernando Haddad (PT), comentou nesta terça-feira (30) o corte de verbas de universidades federais promovido pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub, a partir do obscuro critério da “balburdia”.

“Bolsonaro trocou um ministro da Educação ridículo por outro ridículo e autoritário: “MEC cortará verba de universidade por ‘balbúrdia’ e ‘bagunça’”, escreveu o petista no Twitter.

LEIA TAMBÉM:
Gasolina volta a subir e alta passa de 30% sob Bolsonaro

Weintraub, ordenou o corte de 30% das verbas de três universidades federais porque, segundo ele, estiveram promovendo “balbúrdia” em seus câmpus.