Por Esmael Morais

Grande São Paulo tem 1,7 milhão de desempregados

Publicado em 24/04/2019


O número de desempregados na Grande São Paulo em março deste ano alcançou 1,772 milhão de pessoas. A taxa representa 16,1% da PEA (População Economicamente Ativa) da região. Os dados foram divulgado nesta terça (23) pela PED (Pesquisa de Emprego e Desemprego), realizada pela Fundação Seade e pelo Dieese.

Março deste ano registrou o terceiro pior resultado dos últimos 10 anos. Os anos com maior taxa de desemprego foram 2017, com 18,5% da população economicamente ativa e o ano passado com taxa de 16,9%. Além disso, há o fenômeno do desalento, pessoas que desistiram de procurar emprego. A pesquisa não apresentou números sobre os desalentados.

O setor que registrou algum resultado em março de 2019 foi o industrial. De acordo com a pesquisa, foram 96 mil vagas ocupadas.

Para a economista da Fundação Seade, Paula Montagner, a área tem significado importante para o crescimento de outros setores. “A indústria tem predominantemente empregos com carteira assinada. Isso tem impactos positivos nos demais setores porque aumenta a renda e gera empregos, nos serviços, por exemplo”, explicou.

Já a construção civil foi a que registrou o pior resultado no mês passado, com encerramento de 50 mil postos de trabalho