Por Esmael Morais

Governo Bolsonaro condecora advogado dos militares que fuzilaram músico no Rio

Publicado em 18/04/2019

Paulo Henrique Pinto de Mello, advogado dos militares do Exército que fuzilaram com 80 tiros o músico Evaldo dos Santos Rosa, no Rio de Janeiro, será condecorado pelo governo. O nome dele está entre os homenageados pelo Ministério da Defesa em uma lista publicada no Diário oficial da União (DOU) na terça-feira (16).

O advogado receberá a “Medalha da Vitória”, referente a missões de paz da 2ª Guerra Mundial. Segundo informações do portal UOL desta  quinta-feira (18), a condecoração foi designada ao advogado antes de ele assumir o caso dos militares que mataram o músico.

Além dele, outros 300 militares serão condecorados pelo ministério. A medida foi assinada pelo ministro general Fernando Azevedo e Silva (Defesa) em 12 de abril. Dias antes, Fernando Azevedo disse que a morte de Evaldo foi  “um fato isolado”, e que será  “apurado até as últimas consequências”,pelo Exército.

O advogado Paulo Henrique é militar da reserva. Ele atua em áreas do direito eleitoral e na Justiça Militar.

*Com informações do UOL