Por Esmael Morais

Globo e Record censuram entrevista de Lula

Publicado em 27/04/2019

A entrevista do ex-presidente Lula à Folha de S. Paulo e ao El País, nesta sexta (26), foi censurada pela Globo e Record.

Mesmo sendo citadas pelo petista, como responsáveis pela campanha que resultou em sua prisão, as duas emissoras ignoraram a primeira entrevista do ex-presidente desde que foi preso há um ano e 20 dias.

Lula reclamou aos jornalistas Mônica Bergamo e Florestan Fernandes que foi alvo de fake news do Jornal Nacional e que Globo, Record, SBT e Band veicularam mais de 80 horas de mentiras para tentar destruí-lo.

LEIA TAMBÉM
Bolsonaro decide privatizar refinarias da Petrobras

Embora as principais emissoras de TV tenham censurado a entrevista, autorizada pelo Supremo Tribunal Federal, a repercussão da fala do ex-presidente Lula alcançou vários veículos de imprensa internacionais que reproduziram o discurso do principal preso político do mundo.

Globo, Record, SBT e Band, responsáveis pela prisão política de Lula e pela eleição do presidente Jair Bolsonaro (PSL), também ficaram de fora da próxima entrevista televisiva. A primeira emissora aberta a entrevistar o ex-presidente será a TVT ( Televisão dos Trabalhadores), ligada à Central Única dos Trabalhadores, também autorizada pelo STF.

Resumo da ópera: para a velha mídia golpista, censura nos olhos dos outros é refresco.