gleisi scaled

Gleisi Hoffmann pede rigor na apuração da morte de músico

A presidente nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR), pediu, nesta segunda-feira (8), rigor na apuração da morte de músico que foi fuzilado por militares do Exército no Rio.

LEIA TAMBÉM:
Olavo de Carvalho: Nunca quis os militares de volta

Pelo Twitter, a dirigente petista cobrou manifestações do Exército e do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, sobre o ocorrido.

“Rigor na apuração do pq homens do Exército atiraram 80 vezes contra um carro e mataram o músico Manduca. A brutalidade ñ pode ser solução p/ segurança pública. O Rio esta dramático. Exército, assim como Moro, q até agora ñ apresentou nada p/ a segurança, precisam se manifestar”, escreveu a petista na rede social.

Neste domingo (7), o músico Evaldo dos Santos Rosa (Manduca) morreu e duas pessoas ficaram feridas em uma ação do Exército na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Segundo a Polícia Civil, os militares dispararam ao menos 80 vezes contra o carro em que estava Evaldo e sua família.