Por Esmael Morais

Em todo o país, atos do 1º de maio farão anúncio da greve geral

Publicado em 29/04/2019

centrais sindicais-ato unificado-reforma da Previdencia-
Os atos do 1º de maio convocados pela CUT, Força Sindical, Conlutas, Intersindical, Nova Central, CTB, UGT, CSB e CGTB -, em todo o país farão o anúncio oficial da greve geral contra o desmonte do sistema público de Previdência.

Em São Paulo, o ato unificado será no Vale do Anhangabaú, a partir das 10h. O ato político será realizado em três blocos durante o período da manhã, com o anúncio oficial da greve por volta das 13h, seguido de apresentações culturais.

Entre as atrações musicais, já confirmaram presença Ludmilla, Leci Brandão, Marília Cecília e Rodolfo, Roberta Miranda, Felipe Araújo, Guilherme e Santiago, Yasmin Santos, Toninho Geraes, Dj Evelyn Cristina e Mistura Popular.

É a primeira vez na história que as centrais sindicais brasileiras se unem em um ato unificado de 1º de maio, especialmente para lutar em defesa do direito à aposentadoria de milhões de brasileiros e brasileiras.

Para o Secretário-Geral da CUT, Sérgio Nobre, essa unidade é fundamental para barrar a reforma da Previdência e, por isso, “é importante a realização de grandes atos do 1º de maio no Brasil inteiro”.

“Estamos construindo a greve geral e a realização de atos unitários em diversas cidades neste 1º de maio é mais uma demonstração de unidade, que será decisiva para barrar os retrocessos contra a classe trabalhadora, em especial a reforma da Previdência”, diz Sérgio.

*Com informações da CUT