cristina kirchner livro

Cristina Kirchner descreve perseguição política e jurídica em livro

A ex-presidenta da Argentina e atual senadora Cristina Kirchner  está lançando o livro “Sinceramente”. Na obra, ela descreve as perseguições política e jurídica que vem sofrendo. A direita está fazendo de tudo para tentar evitar que ela volte a governar o pais. Cristina está à frente do neoliberal Mauricio Macri na corrida pela reeleição, segundo pesquisas de intenção de votos.

Mesmo em um cenário de segundo turno, Cristina está à frente de Macri. “Hoje, quando o país está em completo declínio político, econômico, social e cultural, espero que lendo essas páginas possamos pensar e discutir sem ódio, sem mentiras e sem queixas”, diz ela no livro.

LEIA TAMBÉM: Lula concede hoje entrevista à Folha e El País

A ex-presidenta enfrenta, da mesma forma que Lula, uma feroz perseguição política por parte do Judiciário.

Ela enfrentará seu primeiro julgamento em 21 de maio por “corrupção” e está em Cuba acompanhando sua filha Florencia, sob tratamento médico por obstrução linfática.

Ambas são perseguidas politicamente por setores da Justiça, bem como seu outro filho, Máximo, um deputado. “Eles fizeram e continuam a fazer todo o possível para me destruir. Eles acreditavam que acabariam me derrubando. É claro que eles não me conhecem”, afirma ela no livro.

Com informações do Vermelho.