Cristina Kirchner, com julgamento marcado, lidera pesquisas eleitorais na Argentina

Publicado em 23 abril, 2019
Compartilhe agora!

Em pesquisa divulgada no fim de semana pela consultora Isonomia, Cristina Kirchner levaria 9 pontos de vantagem num eventual segundo turno contra Mauricio Macri, candidato à reeleição. A ex-presidente é vítima de uma intensa campanha de lawfare e será julgada no dia 20 de maio no caso conhecido como “Los Sauces”.

Apesar de as candidaturas serem formalizadas apenas em junho, quando termina o prazo de inscrição para as eleições primárias de agosto, a sondagem dá 45% dos votos a Cristina contra 36% para Macri em um segundo turno.

Já no primeiro turno, ambos estariam em empate técnico, com cerca de 30% dos votos. O terceiro colocado depende ainda da definição de quem será o candidato do peronismo moderado.

O melhor posicionado é Sergio Massa, seguido do ex-ministro da economia Roberto Lavagna e do governador de Salta, Juan Manuel Urtubey. Também há uma dúvida sobre uma provável candidatura independente da União Cívica Radical, que vinha integrando a base aliada de Macri.

A situação econômica do país vem piorando, com aumento da inflação -que chegou a seu recorde desde 1991, com 4,7%, em março- e da pobreza, que já atinge 32% da população. Esse quadro vem debilitando as chances de reeleição do atual presidente, Mauricio Macri.

O julgamento de Cristina, marcado para 21 de maio, envolve um suposto desvio e lavagem de dinheiro público por meio dos hotéis que pertencem à família Kirchner na Patagônia.

O anúncio oficial da candidatura da peronista deve acontecer no próximo dia 20 de maio, justamente um dia antes do julgamento, no estádio do time de futebol Racing –um dos mais tradicionais de Buenos Aires.

Cristina tem foro privilegiado em função de seu mandato de senadora.

*Com informações de Folha Press

Compartilhe agora!