Por Esmael Morais

Ciro processado pela Confederação Israelita

Publicado em 21/04/2019

A Confederação Israelita do Brasil decidiu processar o ex-governador Ciro Gomes (PDT) por antissemitismo. Ele chamou membros da comunidade de “corruptos”.

O ex-presidenciável declarou ao site HuffPost Brasil, neste sábado (20), que o presidente Jair Bolsonaro diz aos grupos de interesse o que eles querem ouvir.

LEIA TAMBÉM
Greve dos caminhoneiros pode engrossar Dia do Trabalhador

“Por exemplo, para os amigos dele aí, esses corruptos da comunidade judaica, que acham que, porque são da comunidade judaica, têm direito de ser corrupto. Corrupto, para mim, não interessa se é curdo ou cearense. Corrupto é corrupto, ladrão é ladrão”, disparou Ciro.

Para a Confederação, a generalização feita por Ciro Gomes agride a todos os judeus e merece retratação pela via judicial.