Caravana Lula Livre é recebida por multidão em Florianópolis

Publicado em 6 abril, 2019
Floripa LL


A Caravana Lula Livre foi recebida por uma multidão de pessoas em Florianópolis nesta manhã de sábado (6). As lideranças nacionais do petismo Fernando Haddad, Gleisi Hoffmann e Paulo Pimenta foram recepcionados aos gritos de Lula Livre na capital catarinense.

O candidato a presidência da República pelo PT nas últimas eleições, Fernando Haddad, fez um discurso em defesa de Lula e as razões que o levaram ao cárcere político em 7 de abril de 2018. “Eles disseram: ‘se Lula estiver solto, nós nunca ganharemos uma eleição neste país’. E estavam certos. Não conseguiriam debater com Lula”, declarou.

“Lula é um preso político e a luta por sua liberdade é também a luta por um Brasil com justiça imparcial e instâncias democráticas consolidadas. Nós temos o maior líder do país preso, sem provas. E um sujeito que, anteontem, declarou que não nasceu para ser presidente, nasceu para ser militar. O curioso é que Bolsonaro já provou que não também servia para ser militar”, ilustrou Haddad – para quem não se lembra, Bolsonaro foi “convidado a se aposentar” por não respeitar os preceitos militares.

Para a presidente do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PT-PR), “a defesa de Lula não é só a defesa de um homem inocente. A defesa do Lula tem a ver com a defesa da soberania do Brasil, com a nossa dignidade política e com a dignidade do nosso povo”, enfatizou.

O líder do PT na Câmara, deputado Paulo Pimenta (PT), lembrou da histórica declaração de Lula quando percebeu que o Judiciário e a elite fariam de tudo (até mesmo atropelar a Constituição) para tirá-lo de cena e implantar um governo que negligencia os interesses do povo. “Há um ano, cada vez que falávamos com Lula, ele repetia a mesma coisa: Se algo acontecer comigo, é através da voz de vocês que eu vou continuar conversando com o povo brasileiro. Presidente, estamos fazendo o que o senhor nos pediu”, declarou.

*As informações são da Agência PT de Notícias