bolsonaro evangelico

Bolsonaro quer nova CPMF cobrada até sobre o dízimo dos fiéis

O secretário da Receita Federal do governo Bolsonaro, Marcos Cintra, quer acabar com a contribuição previdenciária que na folha de pagamentos dos trabalhadores e criar a Contribuição Previdenciária (CP), um imposto que incidiria sobre todas as transações financeiras com alíquota de 0,9%. Segundo ele, até o dízimo dos fiéis será tributado. Será?

LEIA TAMBÉM: Bolsonaros estão no picadeiro de um circo, diz colunista da Folha

“Isso vai ser polêmico”, reconhece. “A base da CP é universal, todo o mundo vai pagar esse imposto, igreja, a economia informal, até o contrabando”, afirma.

Todo mundo vai pagar, menos os empregadores que lucram sobre o trabalho do povo. “Vai ser pecado tributar salário no Brasil”, disse.

Resta saber se a base evangélica do governo vai obedecer esse novo mandamento do deus mercado.

Com informações da Folha de S. Paulo.