Visita de Bolsonaro foi atentado à memória de Allende, diz senador chileno

Publicado em 24 março, 2019
Compartilhe agora!

O presidente Jair Bolsonaro (PSL), por onde passa, coleciona repulsa. Sua visita ao Chile também não correu incólume.

O senador Alejandro Navarro, por exemplo, disse no parlamento que a visita do presidente brasileiro ao Palácio La Moneda, sede do governo chileno, além de provocação, é uma ofensa à democracia e dignidade que o Chile conquistou nas ruas.

LEIA TAMBÉM
MBL anuncia em Curitiba que deixou o barco de Jair Bolsonaro

Navarro lembrou que o La Moneda é local “sagrado” porque ali o presidente Salvador Allende deu a vida pela liberdade do povo em 1973, ao criticar Bolsonaro por ter como ídolo o sanguinário ditador Augusto Pinochet.

O presidente do Senado chileno, Jaime Quintana Leal, também deu uma “seringada” no capitão reformado dizendo que “os admiradores de Pinochet não são bem-vindos no Chile”.

Assista ao vídeo:

Compartilhe agora!