Velha mídia pode abandonar reforma da previdência

Publicado em 21 março, 2019
Compartilhe agora!

Guilherme Boulos e Roberto Requião comandaram nesta quarta-feira (20), em Curitiba, ato contra a reforma da previdência. Foto: Eduardo Matysiak.
Os barões da velha mídia preveem chuvas e trovoadas em torno da reforma da previdência, a julgar pela queda da popularidade e na falta de foco de Jair Bolsonaro (PSL).

Pela métrica do Ibope, se a desaprovação continuar no mesmo ritmo, Bolsonaro poderá ter zero de aprovação até o fim de 2019, qual seja, índice pior que o de Michel Temer (MDB) ao deixar o governo no ano passado.

Na prática, a velha mídia avalia abandonar a pauta sobre o fim da aposentadoria para centrar o relho no capitão reformado. Aliás, ela, ao lado do sistema financeiro, tem se mostrado mais intere$$ada que o próprio governo.

LEIA TAMBÉM
STJ pode soltar Lula na próxima terça, dia 26

Bolsonaro foi eleito com a promessa — para os bancos e especuladores — de diminuir direitos dos brasileiros, mas, ao que tudo indica, o presidente da República não conseguirá entregar tudo que tratou.

Resumo da ópera: velha mídia, banqueiros e Bolsonaro esqueceram de combinar com os russos — como diria o craque Garrincha.

Compartilhe agora!