“Vejo tempos sombrios no Ibama”, afirma servidor que perdeu o cargo

Publicado em 29 março, 2019
Compartilhe agora!

José Olímpio Augusto Morelli foi exonerado do cargo de chefia que ocupava no Ibama. Foi ele que, em 2012, multou o então deputado Jair Bolsonaro por pesca irregular numa estação ecológica no litoral fluminense.

LEIA TAMBÉM: Ibama exonera servidor que multou Bolsonaro por pescar em local proibido

Para Morelli, sua exoneração do cargo foi por vingança. “Fui punido por ter feito minha obrigação”. Ele perdeu o cargo de chefia, mas continua como servidor de carreira.

Depois de receber a multa, Bolsonaro apresentou um projeto de lei que impedia que fiscais do Ibama portassem ou usassem armas de fogo em suas missões de campo. O projeto não foi adiante e destoa do discurso armamentista do presidente.

“Está em andamento uma tentativa de desmonte de uma experiência bem sucedida de combate aos ilícitos ambientais no país”. Concluiu o servidor.

Com informações da Revista Piauí/Folha.

Compartilhe agora!