Por Esmael Morais

Para fugir do fiasco, Guedes falta a reunião da CCJ da Câmara

Publicado em 26/03/2019

O ministro da Economia, Paulo Guedes, fugiu da reunião da Comissão de Constituição e Justiça convocada para discutir a “reforma” da Previdência. Ele teve medo de virar saco de pancadas da oposição, já que a base do governo também gazeou o encontro.

A desculpa dada foi que seria mais produtivo o debate quando o relator da proposta fosse definido.

LEIA TAMBÉM: PT, Psol, PDT, PSB, PCdoB e Rede se unem para barrar PEC da Previdência

O governo enviou o secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho. Mas, com a falta (de respeito) de Guedes, ele nem foi ouvido.

Para a situação não piorar, Guedes prometeu que vai à CCJ na próxima quarta-feira (3).

Visivelmente irritado, o presidente da Comissão, Felipe Francischini (PSL-PR), disse que a justificativa de Guedes para não comparecer “pegou mal” e que a falta de relator não justificava a ausência do ministro.

“É uma questão que não foi construída comigo, não foi me dito ‘tem que indicar o relator para poder vir'”, disse o parlamentar.

Com informações da Folha de S. Paulo.