Olavo de Carvalho é desequilibrado, diz general Santos Cruz

Em entrevista publicada nesta segunda-feira (25) pelo jornal Folha de S.Paulo, o ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, general Carlos Alberto dos Santos Cruz, classificou às ofensas de Olavo de Carvalho aos militares que participam do governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL), em especial ao vice-presidente Hamilton Mourão(PRTB), como um desequilíbrio.

LEIA TAMBÉM:
Bolsonaro vai criar mendigos entre idosos com reforma da previdência

“Eu nunca me interessei pelas ideias desse sr. Olavo de Carvalho”, disse Santos Cruz. Nem a forma nem o conteúdo agradam a ele, afirmou.

“Por suas últimas colocações na mídia, com linguajar chulo, com palavrões, inconsequente, o desequilíbrio fica evidente”, criticou o ministro.

Olavo, que é considerado o guru do bolsonarismo, já chamou Mourão de “idiota”, “um estúpido”, uma figura “que não tem ideia do que é a Vice-Presidência”.

Olavo também afirmou que o presidente Bolsonaro está de “mãos amarradas”, que militares de seu governo têm “mentalidade golpista”, “são um bando de cagões” e que, se nada mudar, o governo acaba em seis meses.

De acordo com a Folha, olavistas dizem que o vice precisa ser constantemente atacado e desqualificado, porque ele combate agressivamente os princípios da revolução bolsonarista. O objetivo da ofensiva é fazer a defesa da alma e coração do governo, afirmam.

Mourão avisou Bolsonaro que vai processar o seu guru se for ofendido por ele novamente.

Compartilhe agora