Pelo ritmo, Bolsonaro terminará 2019 com zero de aprovação