Lava Toga para barrar libertação de Lula

Publicado em 8 março, 2019
Compartilhe agora!

O diabólico script da velha mídia já está montado. Uma Lava Toga, força-tarefa para investigar o judiciário, teria o objetivo de barrar o julgamento de libertação do ex-presidente Lula.

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) julga recurso da defesa do petista ainda este mês e em abril, no dia 10, o STF (Supremo Tribunal Federal) examina a inconstitucionalidade da prisão em segunda instância — as Ações Declaratórias de Constitucionalidade (ADCs ) 43 e 44.

LEIA TAMBÉM
O objetivo é tirar Gilmar Mendes de julgamento sobre prisão em segunda instância

A ideia dos jornalões — que anseiam por pautas prontas e de graça, via assessoria de Deltan Dallagnol — é intensificar a caçada a ministros de instâncias superiores a partir de delações do ex-governador do Rio, Sérgio Cabral, e do ex-governador do Paraná, Beto Richa (PSDB).

Ou seja, a palavra de ordem da Lava Toga seria “acadelar” os julgadores — por meio de chantagens — para que não tomem decisões desautorizando os procuradores da lava jato. Eis o objetivo político de uma devassa no judiciário que, noutra situação, seria bem-vinda.

Portanto, é o Estado Policial — comandado pelo ministro da Justiça Sérgio Moro — impondo sua finalidade política e de poder.

Compartilhe agora!