Índios protestam contra o governo de Bolsonaro no Paraná

Publicado em 25 março, 2019
Manifestação de índios da BR 163, em Guaíra, no Paraná

Cerca de 300 índios estão concentrados no quilômetro 350 da BR-163, em Guaíra, no Paraná, desde o início da manhã de hoje (25). Eles protestam contra uma medida provisória do governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) que modifica a política indigenista do país e municipaliza os serviços de saúde de indígenas.

LEIA TAMBÉM:
Bolsonaro vai criar mendigos entre idosos com reforma da previdência

.

A manifestação, segundo informações da Polícia Rodoviária Federal, provocou a interdição da ponte Ayrton Senna, sobre o rio Paraná, que liga as cidades de Guaíra e Mundo Novo, em Mato Grosso do Sul. A ponte também é um dos acessos ao Paraguai.

Segundo os policiais que atuam no local, os índios reivindicam a presença de jornalistas e do prefeito de Guaíra para iniciar um diálogo. Até que o pedido seja atendido, os manifestantes têm permitido apenas a passagem de ambulâncias.

No último dia 20, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, anunciou mudanças na estrutura da pasta que impactam diretamente as diversas etnias espalhadas pelo país.

.

A medida prevê a extinção da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), que passaria a atuar como um departamento, incorporando os serviços destinados às aldeias a uma nova Secretaria Nacional da Atenção Primária.

Com informações da Agência Brasil