Por Esmael Morais

Guerra no MEC pode derrubar o ministro Vélez Rodríguez

Publicado em 12/03/2019

O ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, está sendo alvo de pressões para deixar o posto. Informa nesta terça-feira (12) no G1, o jornalista Valdo Cruz.

LEIA TAMBÉM:

Bolsonaro tem que ‘demitir geral’ por incompetência, diz Pimenta

O jornalista lembra que Vélez Rodríguez foi indicado pelo guru do governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL), o filósofo e astrólogo Olavo de Carvalho.

“O escritor, de direita, bancou sua nomeação e indicou vários assessores para ocupar cargos dentro do Ministério da Educação. Só que o ministro também nomeou para sua equipe militares, que entraram em confronto com o grupo de seguidores de Olavo de Carvalho, chamados de “olavetes”, escreveu.

“Para tentar acabar com a guerra interna, o presidente Jair Bolsonaro determinou que o ministro demitisse não só assessores ligados a Olavo de Carvalho mas também militares que estavam gerando insatisfação no escritor e guru do governo atual”, completou.

Segundo Valdo Cruz, há um sentimento de insatisfação dentro do Palácio do Planalto em relação ao desempenho de Vélez Rodríguez, que até agora gerou muito mais polêmica do que ação efetiva.