França: Milhares de ‘coletes amarelos’ marcharam contra desmonte social de Macron

Publicado em 23 março, 2019
Compartilhe agora!

Milhares de “coletes amarelos” protestaram na França neste sábado (23). As manifestações exigiram novamente a renúncia de Emmanuel Macron e o fim da política antissocial do governo francês. Não houve incidentes nos Champs-Elysées, em Paris, como na semana passada.

Aproximadamente 40.500 manifestantes voltaram às ruas em todo o país, 5.000 em Paris, segundo o ministro do Interior, Christophe Castaner, para quem “os sinais de firmeza” permitiram “manter a ordem”.

Desde as primeiras horas da manhã, dezenas de veículos da polícia, incluindo caminhões blindados e canhões de água, foram posicionados ao longo da famosa avenida parisiense, onde na semana passada os manifestantes saquearam várias lojas de luxo, queimaram quiosques de jornais e destruíram vitrines.

Para evitar mais confusão, as autoridades proibiram o acesso dos manifestantes ao local. Eles também proibiram protestos em um perímetro adjacente dentro do qual fica o palácio presidencial do Eliseu e a Assembleia Nacional.

Com o bloqueio, os “coletes amarelos” não tiveram escolha senão se reunir em outras partes da capital. Várias centenas marcharam ao grito de “Renuncie, Macron!” na praça Denfert-Rochereau, no sul da capital, em direção a Montmartre, no extremo norte da capital.

No último sábado houve 32.000 “coletes amarelos” em toda a França, o que significa que desta vez o número de participantes aumentou novamente, apesar do aumento do aparato de segurança. Os participantes da marcha em Paris foram mais numerosos há uma semana, 10.000.

*Com informações da France Press
Compartilhe agora!