Estados Unidos assumem conspiração na Venezuela ao lado de Juan Guiadó

Compartilhe agora!

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, tem razão. Os Estados Unidos estão por trás da conspiração para derrubá-lo e, possivelmente, da sabotagem cibernética que resultou em apagão na energia elétrica de 22 dos 23 estados bolivarianos.

Maduro acusou ontem à tarde (9), durante marcha pelas ruas de Caracas, que o “Palhaço” [Juan Guaidó, autoproclamado presidente da Venezuela] estaria tendo cooperação dos norte-americanos para derrubá-lo do poder.

Ainda conforme o presidente constitucional, os EUA estariam planejando meter a mão no petróleo venezuelano com a ajuda de Guaidó. “É mentira que eles queriam trazer ajuda humanitária. Não passaram a fronteira e não passarão”, prometeu Maduro em seu discurso para a multidão.

LEIA TAMBÉM
Congressistas dos EUA pedem ‘Lula Livre’ em carta a secretário de Estado

Por usa vez, Juan Guaidó usou as redes sociais para manter a mobilização contra o governo de Nicolás Maduro e para pedir que seus apoiadores sigam nos protestos apesar das dificuldades. Na convocatória de deste sábado, ficou patente o fracasso da mobilização do autoproclamado presidente.

Na sua conta pessoal no Twitter, Guaidó fez o pedido aos simpatizantes. “Temos de seguir focados, serão dias duros. O regime tentará nos dividir e desmobilizar”, ressaltou. “A Venezuela está vitoriosa e segue como rumo à vitória. Para que não nos tranquem nem bloqueiem, seguimos progressivamente.”

Também via Twitter, o embaixador John Bolton, conselheiro de Segurança Nacional da Casa Branca, reiterou apoio a Guaidó e pediu que os países que ainda não se manifestaram em favor do interino o façam.

“Apesar da falta generalizada de energia, do aumento da repressão, da falta de transporte público e de apagões na internet, os venezuelanos tomaram as ruas com o presidente interino Guaidó para protestar contra a apropriação ilegítima de Maduro”, escreveu Bolton.

Bingo. Maduro tem a prova concreta de que Guaidó age como traidor da pátria a serviço dos Estados Unidos.

Acompanhe ao vivo:

Compartilhe agora!