Por Esmael Morais

Damous: Moro foi condecorado pelo presidiário Temer

Publicado em 23/03/2019

O deputado Wadih Damous (PT-RJ) foi ao fundo do baú para recordar que o ministro da Justiça, Sérgio Moro, quando era titular da lava jato, foi condecorado pelo então presidente Michel Temer (MDB).

Para o parlamentar fluminense, se Temer exerce delinquência há mais de 40 anos, como afirma a lava jato, os procuradores devem explicar sua participação no golpe de Estado que levou o delinquente [Michel Temer] e a condecoração concedida pelo presidiário a Moro.

LEIA TAMBÉM
MBL reforça segurança neste sábado temendo protesto em Curitiba

“Temer é um canalha. Não merece compaixão. Mas não aplaudo medidas arbitrárias por parte do Estado. Mesmo contra canalhas”, demarcou.

Damous, ex-presidente da OAB do Rio, observa que o Supremo Tribunal Federal (STF) reagiu e é hora de a Câmara dos Deputados reagir ao fascismo intimidatório dos lavajatistas.

O deputado do PT sugere a aprovação dos projetos de lei do abuso de autoridade e o que regulamenta a delação premiada. “A melhor defesa é o ataque”, ensina.