“Dallagnol tomou uma chinelada”, afirma Damous

O deputado federal Wadih Damous (PT-RJ), ex-presidente da seccional da OAB fluminense, avalia que o procurador da lava jato, Deltan Dallagnol, “tomou uma chinelada” ao tentar criar um fundo privado de R$ 2,5 bilhões com dinheiro da Petrobras.

“Dallagnol tomou uma chinelada. Acho difícil que o desejo de virar procurador geral seja realizado. Raquel Dodge já está cuidando disso. Mas tem que investigar todo mundo: os procuradores de Curitiba, a juíza que “homologou” o acordo espúrio e a direção da Petrobras”, disse o parlamentar petista, referindo-se à ação da procuradora-geral ao STF pedindo a anulação do acordo bilionário.

LEIA TAMBÉM
Youtuber Deltan Dallagnol será testado hoje no Supremo; acompanhe ao vivo

O líder do PT na Câmara, deputado Paulo Pimenta (PT-RS), afirmou que os “golden boys” da lava jato perceberam tarde demais a besteira que fizeram.

“Não adianta recuar agora. Vamos até o fundo para descobrir o que eles entregaram da Petrobras para os Estados Unidos e vamos responsabilizar quem fez esse acordo espúrio”, prometeu o líder petista.

Comentários encerrados.