Por Esmael Morais

Caso Marielle: Freixo quer saber “quem mandou matar e qual motivação”

Publicado em 12/03/2019

O deputado federal Marcelo Freixo (Psol) postou em seu Twitter nesta manhã de terça-feira (12) que as prisões dos milicianos Ronnie Lessa e Élcio Vieira Queiroz na Operação Lume não resolve em definitivo o assassinato da ativista e ex-vereadora Marielle Franco. O parlamentar quer saber dos mandantes da execução.

“As prisões dos executores de Marielle e Anderson são importantes e tardias. É inaceitável que se demore um ano para termos alguma resposta”, escreveu no Facebook. “É um passo decisivo para as investigações, mas o caso não está resolvido. É fundamental saber quem mandou matar e qual a motivação”, escreveu Freixo.

Em seu Twitter, o deputado também escreveu que o crime é político. “O assassinato de uma vereadora é um crime político. Por isso é fundamental sabermos qual grupo político é capaz de, em pleno século XXI, mandar elimar uma autoridade pública que tenha cruzado seu caminho. Precisamos descobrir quem são os mandantes da execução de Marielle Franco”, assinalou.