Após cobranças e provocações, Rodrigo Maia desiste da Previdência

Publicado em 22 março, 2019
Compartilhe agora!

Após cobranças de Moro e provocações de Carlos Bolsonaro, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), deixará a articulação da reforma da Previdência.

LEIA TAMBÉM: Moro cobra Rodrigo Maia durante a madrugada e toma invertida

Maia teria tomado a decisão após ler mais um post do vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), com fortes críticas a ele.

Irritado, o deputado telefonou para Paulo Guedes e disse que, se é para ser atacado por filhos e aliados de Bolsonaro, o governo não precisa de sua ajuda.

Outro fator que pode ter influenciado a decisão foi a prisão de seu sogro, o ex-ministro Moreira Franco. Há quem tenha visto o dedo de Sérgio Moro no episódio, justamente para cutucar Maia.

Enfim, a “reforma” da previdência está sem pai nem mãe.

Com informações do Estadão.

Compartilhe agora!