Venezuela transfere ouro para banco russo, após EUA confiscarem ativos do país de Maduro

Publicado em 10 fevereiro, 2019
Compartilhe agora!

Deu ruim para os Estados Unidos. A Venezuela anunciou que transferiu todos ativos — o ouro que serve para lastrear a economia local — para um banco russo.

Na prática, a Rússia de Vladimir Putin passou a tutelar a Venezuela como se fosse seu pai contra possíveis agressores maiores.

LEIA TAMBÉM

Cappelli: invasão militar na Venezuela pode transformar Maduro no novo Bolívar

Desde o fim do ano passado, jatos russos armados com ogivas nucleares reforçam a segurança do espaço aéreo do país caribenho.

Dito isto, voltemos ao ouro da Venezuela.

No mês passado, o Departamento de Estado dos EUA anunciou que Washington havia congelado US$ 7 bilhões em ativos pertencentes à PDVSA para disponibilizar parte do dinheiro para o autoproclamado presidente da Venezuela, Juan Guaidó.

Além de perder o ouro da Venezuela, que agora tem a tutela russa, o sistema financeiro norte-americano pode sofrer abalo porque outros países também tendem a temer pelo confisco de seus ativos sob guarda do Federal Reserve (o banco central dos EUA).

Compartilhe agora!