Situação da Venezuela é tema de reunião do Grupo de Contato no Uruguai

A situação de extrema tensão política na Venezuela levou à convocação de uma reunião extraordinária do Grupo de Contato Internacional (CI), em Montevidéu, no Uruguai, na próxima quinta-feira (7). O ministro das Relações Exteriores do México, Marcelo Ebrard, vai coordenar as discussões.

O grupo é formado pelo México, Uruguai, a União Europeia, França, Alemanha, Itália, Holanda, Portugal, Espanha, Suécia e o Reino Unido, além da Bolívia, Costa Rica, Equador e Uruguai. Os governos do México, da Bolívia e do Uruguai reconhecem o governo constitucional do presidente venezuelano, Nicolás Maduro.

Em comunicado, o Ministério das Relações Exteriores do México informou que na véspera do encontro, na quarta-feira (6), haverá uma reunião com representantes do Uruguai e da Comunidade do Caribe (Caricom).

“O México participará das reuniões que ocorrem tanto no dia 6 quanto no dia 7, guiado pela intenção de construir um diálogo frutífero entre a comunidade internacional que contribua para encontrar uma saída política frente à polarização”, diz o documento.

O comunicado acrescenta que “[O] México referenda sua convicção pelo diálogo e pela diplomacia como a melhor alternativa para evitar o conflito, proteger os direitos humanos e a construção de uma paz democrática na Venezuela”.

O Grupo de Contato opera uma saída política negociada para a crise no país bolivariano, uma contraposição a linha adotada pelo Grupo de Lima e da OEA (Organização dos Estados Americanos) mais influenciados pela narrativa intervencionista e agressiva do presidente dos EUA, Donald Trump.

*Com informações das Agências

Comentários encerrados.