PSL de Bolsonaro criou candidatura laranja para desviar R$ 400 mil

PSL, o partido do presidente Bolsonaro, registrou uma candidata que teve somente 274 votos, mas que recebeu R$ 400 mil em verba pública para a campanha.

LEIA TAMBÉM: Ex-candidata do PSL denuncia ameaças feitas por assessores do futuro ministro do Turismo

Maria de Lourdes Paixão, concorreu a deputada federal em Pernambuco; mas teve apenas 274 votos. Ela foi a terceira maior beneficiada com verba do PSL em todo o país, informou a Folha.

Quase todo o recurso recebido por Maria de Lourdes foi para uma gráfica na véspera da eleição.

Questionado sobre a movimentação dos recursos, o presidente do PSL, Luciano Bivar, disse que, em sua visão, “mulher não tem vocação para política”.

Esse é o partido da nova política, que vai varrer a corrupção do país.

As informações são da Folha de S. Paulo.

Comentários encerrados.