Policiais Federais ficam tristes com a liberdade de Beto Richa

O Sindicato dos Policiais Federais do Paraná (Sinpef) publicou uma nota lamentando a soltura do ex-governador tucano Beto Richa.

LEIA TAMBÉM: MPF denuncia Beto Richa e mais 32 na Lava Jato

Segundo o Sindicato, além da clara possibilidade Richa influenciar as investigações, “a medida revela o descompasso entre os profissionais de segurança pública e o Judiciário no combate à corrupção.”

Leia a nota a seguir:

“O Sindicato dos Policiais Federais do Estado do Paraná (Sinpef/PR) lamenta a decisão do presidente do Supremo Tribunal de Justiça (STJ), que determinou a soltura do ex-governador do Paraná Beto Richa (PSDB), preso na semana passada na 58ª fase da Operação Lava Jato, por participação em esquema de fraude na gestão das concessões rodoviárias federais do estado.

Os policiais federais receberam a notícia com indignação, especialmente pela concessão adicional de salvo conduto em favor de Richa. Na avaliação dos policiais federais, além da clara possibilidade de o ex-governador exercer influência sobre as investigações, a medida revela o descompasso entre os profissionais de segurança pública e o Judiciário no combate à corrupção.

Em setembro do ano passado, Richa chegou a ser preso em operação do Ministério Público do Paraná mas teve liberdade concedida pelo STF. Ele também é suspeito de integrar esquema de propina, direcionamento de licitações de empresas, lavagem de dinheiro e obstrução de Justiça.”

Comentários encerrados.