Lula pediu em bilhete que o PT se mexesse, após condenação no caso sítio de Atibaia

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, mantido refém político há 307 dias, mandou um bilhete curto e grosso para o PT — pedindo para se mexesse — após ele receber a informação de que tinha sofrido nova condenação no caso do sítio de Atibaia.

LEIA TAMBÉM

Manuela divulga camisetas para combater as “fake news”

O Blog do Esmael soube que boa parte da direção estadual do PT do Paraná estava reunida no acampamento Lula Livre, em frente da Polícia Federal de Curitiba, no bairro Santa Cândida, na quarta-feira (6), quando a juíza Gabriela Hardt bateu o martelo condenado o ex-presidente para mais 12 anos e onze meses de prisão.

Os petistas planejavam uma rotineira reunião na área ocupada pela militância desde 7 de abril. No entanto, um dos advogados de Lula trouxe o bilhete pedindo para que o PT se mexesse.

Ato contínuo, nesta quinta-feira (7), a militância do PT protestou em Curitiba e em outras cidades brasileiras exigindo a liberdade de Luiz Inácio Lula da Silva.

Comentários encerrados.