Há dois anos falecia dona Marisa Letícia Lula da Silva

Neste domingo (3), completam-se dois anos do falecimento de dona Marisa Letícia, esposa e companheira de caminhada do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ela faleceu no dia 3 de fevereiro de 2017 em decorrência de um AVC, aos 66 anos.

Ela se manteve discreta em sua vida pessoal, embora sempre tenha sido uma ativista. Quando jovem, dos 13 aos 19 anos, trabalhou embalando bombons em uma fábrica de chocolates.

Iniciou sua militância na política junto com o marido, eleito presidente do Sindicato dos Metalúrgicos em 1975. Foi ela quem liderou a Passeata das Mulheres, em protesto pela liberdade dos sindicalistas.

Participou da vida política de Lula, mas teve também sua militância própria, inclusive durante a ditadura militar. Em 1980, Lula e outros líderes metalúrgicos estavam presos e Marisa Letícia, por conta de uma intervenção no sindicato, transferiu sua sede à sala de sua casa e ajudou a organizar passeatas de mães e filhos de metalúrgicos.

Junto com Lula, participou da fundação do Partido dos Trabalhadores (PT) em 1980.

Marisa teve uma atitude discreta durante os dois mandatos de Lula e foi vítima de ataques infundados e criminosos nas rede sociais e da operação Lava Jato nos seus últimos anos de vida.

*Com informações da Agência PT de Notícias

Comentários encerrados.