Governo do Paraná compra containers para servirem como salas de aula

Publicado em 13 fevereiro, 2019
Compartilhe agora!

A comunidade escolar do Paraná entrou em pânico com a compra, pelo governo do estado, de containers para servirem como salas de aula.

A Fundepar (Instituto Paranaense de Desenvolvimento Educacional) homologou a compra por licitação, em agosto de 2018, de 17 módulos pelo valor de R$ 1.643.913,91.

LEIA TAMBÉM

Bolsonaro retira R$ 600 bilhões dos velhinhos para dar aos bancos

De acordo com o processo nº 501/2018, foram adquiridos 06 módulos de 02 salas de aula, 04 módulos de 01 sala de aula, 03 módulos de sanitários e área administrativa, 03 módulos de cozinha e áreas de apoio e 01 módulo de pátio coberto.

As primeiras unidades seriam destinadas ao município de Sengés, no Norte Pioneiro, a 270 km de Curitiba.

O pânico da comunidade escolar paranaense se explica com o recente incêndio no CT do Flamengo, que matou 10 jovens atletas na semana passada no Rio de Janeiro.

“Em tempos de acidente com alojamento container no CT do Flamengo temos que ficar de olhos bem abertos”, alertou uma educadora.

Nunca é demais lembrar que no Paraná, durante o governo de Beto Richa (PSDB), pagou-se pela construção e reforma de escolas que nunca foram realizadas. Por meio da Operação Quadro Negro, o Ministério Público investiga o esquema que teria desviado mais de R$ 20 milhões da educação.

O Blog do Esmael registrou em primeira mão, no início de junho de 2015, o escândalo e a consequente queda da cúpula da Educação do Paraná na época.

Compartilhe agora!