Evo saúda Grupo de Lima contra a guerra na Venezuela

O presidente da Bolívia Evo Morales saudou o “Gurpo de Lima” que se pronunciou contra uma intervenção armada na Venezuela, patrocinada pelos EUA.

LEIA TAMBÉM: Turma do ‘deixa disso’ age para evitar guerra contra Venezuela; acompanhe

O Grupo de Lima rechaçou a possibilidade da intervenção militar na Venezuela em comunicado divulgado nesta segunda-feira (25) após reunião em Bogotá.

O grupo de 14 países com governos de direita, entre eles o Brasil, afirma que a “transição democrática” na Venezuela deve ser conduzida “pacificamente pelos próprios venezuelanos” e “sem o uso da força”.

Trata-se de uma resposta clara a Washington. O vice-presidente dos EUA, Mike Pence, também presente na reunião, reiterou que, na visão dos EUA, “todas as opções estão sobre a mesa” para afastar o Maduro e empossar o autoproclamado presidente interino Juan Guaidó.

Mas o vice-presidente brasileiro, Hamilton Mourão, não deixou espaço para dúvidas.

“Para nós, a opção militar nunca foi uma opção. O Brasil sempre apoiou soluções pacíficas para qualquer problema que ocorra nos países vizinhos”, disse Mourão, após a reunião, em Bogotá.

Veja a seguir a mensagem de Evo Morales:

Com informações da Folha de S. Paulo.